META SERÁ BATIDA NESTE MÊS

PR – O mês de agosto irá contemplar um recorde para a OSCIP VER & OUVIR. Quando as estatísticas registrarem o atendimento de número 40.000, a instituição celebrará o cumprimento da meta estabelecida com o Ministério da Saúde. Há um ano a Ver & Ouvir se instalou em Paranavaí, a primeira cidade pólo a receber o Programa com sua nova estratégia de atendimento. Desde então, a coordenação do Programa se desdobrou para que os atendimentos médicos fossem iniciados e a população local começasse a receber os benefícios trazidos pela OSCIP. Apesar dos inúmeros contratempos, inclusive, a instalação da VER & OUVIR ter chegado no meio do período eleitoral, os atendimentos médicos se iniciaram em dezembro. Foram realizados inúmeros procedimentos médicos, fonoaudiológicos e odontológicos a cinco mil crianças de 17 escolas municipais de Paranavaí e, ainda, foi iniciado o atendimento aos municípios de Amaporã e Nova Aliança do Ivaí.

 



Equipe Ver & Ouvir Paranavaí - PR
 
   

CRIANÇAS PARTICIPAM DO TRATAMENTO FONOAUDIOLÓGICO

PR – Até o presente momento mais de 200 crianças selecionadas a partir das triagens fonoaudiológicas, executadas nas escolas de Paranavaí, encontram-se em tratamento. Trata-se da fonoterapia, sessões semanais com 45 minutos de duração realizadas nos consultórios da sede da instituição. O processo terapêutico é uma das etapas mais importantes do Programa, pois consiste no processo de correção dos distúrbios identificados na triagem. Para a sub-coordenadora de fonoaudiologia da Ver & Ouvir, Joyce Duarte da Silva, os principais benefícios a curto prazo para as crianças em tratamento será a melhora do rendimento escolar quanto a leitura e escrita: “Se houver empenho das crianças e seus responsáveis, muitas delas poderão recuperar o ano letivo”. Para aumentar o ritmo de diagnósticos e de terapias, a instituição contratou novas profissionais, aumentando a equipe para 9 fonoaudiólogas clínicas. O número de grupos em terapia também está sendo ampliado, e mais de cem crianças entrarão em terapia nas próximas semanas.

 



Criança em tratamento fonoaudiológico

   

MUTIRÃO AGILIZA EXAMES RADIOLÓGICOS

PR – Fora, as 86 indicações cirúrgicas, existia uma fila de 800 encaminhamentos para exames radiológicos. Estes exames foram solicitados como complemento ao diagnóstico das crianças atendidas pelo serviço de otorrinolaringologia. Os mesmos estão sendo agilizados graças a um mutirão de agendamentos, garantindo semanalmente cerca de 70 exames. A Clínica Radiológica de Paranavaí se dispôs a reservar parte de seus horários para agendamentos exclusivos da Ver & Ouvir. Após os exames, os médicos reavaliam os pacientes, e, caso necessário, as crianças são convocadas para novas consultas na instituição.
 
   
   
 
   

PAIS SERÃO ENCAMINHADOS AO CONSELHO TUTELAR

PR – Setenta e duas crianças de Paranavaí ainda não receberam os óculos receitados pelo Programa Ver e Ouvir. Diversas outras estão sendo desligadas da terapia fonoaudiológica, em função de ter havido três faltas consecutivas sem justificativa. Para que isto não mais ocorra, e atendendo aos apelos da Ver & Ouvir e da Secretaria de Educação, o Conselho Tutelar Municipal e a Promotoria Pública estão solicitando a relação nominal das crianças que foram prejudicadas pela ausência de seus pais nas etapas do Programa. Os pais em negligência serão convidados a prestar esclarecimentos às autoridades responsáveis.

lgumas escolas como o Rotary Arenito e Noêmia Ribeiro Amaral já se mobilizaram por conta própria para cobrar a participação dos pais no Projeto. Durante os atendimentos, o Rotary emitiu um termo de responsabilidade que foi assinado pelos pais nos quais estes garantiam a participação no programa e o não cumprimento deste termo acarreta a denúncia ao Conselho Tutelar. A experiência está sendo repetida em outras escolas com os pais chamados para receber óculos e medicamentos. Nas próximas semanas a Ver & Ouvir irá proceder, pela última vez, o aviso à cerca de 150 responsáveis com “pendências”. Caso não compareçam, o encaminhamento aos órgãos públicos será executado.

 


Anamnese


Doações
 
   
 
 

Padrinho
Luciano Szafir


:::::::::::: Rio de Janeiro

Presidente
Thais Beraha

Vice-Presidente e Coordenação Nacional
de Projetos

Rozanna Maya

Coordenação Regional
Sebastião Carlos Gulla

Coordenação Administrativa
Jussara Borges

Coordenação Nacional
de Comunicação

Eduardo Rodrigues

Coordenação Nacional
de Teatroterapia

Thais Beraha

Assistente Administrativo
Gutembergue Junior


:::::::::::: Distrito Federal

Sub-Coordenação Nacional
Sérgio Coelho




:::::::::::: Paranavaí - PR

Coordenação Regional

José Edegar Pereira

Auxiliar Administrativa
Lígia Carolina

Controle de Atendimentos
Gutembergue Junior

Operacional
Paulo Borges



::::::::::::::::: Newsletter

Redação e Edição

Eduardo Rodrigues e Gutembergue Junior

Edição Gráfica
Eduardo Rodrigues

 

COLABORADORES:


     

 

É proibida a reprodução do conteúdo dessa newsletter sem a citação da fonte.
Todos os direitos reservados.
Copyright © 2005 OSCIP Ver & Ouvir: www.vereouvir.org.br
Caso não queria mais receber essa newsletter envie um e-mail com o assunto REMOVER clicando aqui.